Irã Pontos Turísticos, onde ir, o que Fazer nesse Misterioso País

Teeran

Teerão é a capital do Irão, no norte do país. O complexo Palácio de Golestan, no centro, com as salas ornamentadas e o trono em mármore, foi o lugar de poder da dinastia Qajar.

O país dos aiatolás pode mesmo causar muitas dúvidas para quem está indo para lá, afinal, será que é seguro? Não tem perigo visitar o Irã?

Pois bem, se você não tem esse tipo de dúvidas, pode ter certeza que seus amigos ou parentes vão perguntar isso quando você contar a eles o seu destino.

Brincadeiras à parte, a verdade é que planejar uma viagem nunca é algo fácil quando não temos todas as informações necessárias em mãos.

Por isso, nada melhor do que encontrar essas informações e dicas incríveis sobre o Irã, para montar o seu roteiro e conhecer esse destino incrível e cheio de história.

O país tem no seu passado o poderosíssimo Império persa, mas atualmente tem a República Islâmica dos aiatolás, sendo sempre alvo de muitas notícias por causa da sua política externa pelo Oriente Médio e sanções internacionais.

No entanto, a verdade é que pouco se fala sobre o potencial turístico do Irã, sua cultura intrigante, sua rica história e suas paisagens de tirar o fôlego.

O irã abriga uma grande quantidade de desertos e dunas itinerantes que contrastam com praias cristalinas e montanhas com neve.

Além disso, seu povo é conhecido por ser hospitaleiro e por receber de braços abertos todos os mais de 80 milhões de turistas que chegam lá o ano todo.

Então, para saber mais, continue lendo e descubra todos os detalhes sobre o Irã, vamos lá?!

Quando ir

Quando-Ir-arrumando-malasMuita gente acredita que o Irã é um país onde faz calor o ano inteiro e isso não é verdade não.

O Irã tem um território que é três vezes maior do que o da França, por exemplo. É por isso que apresenta grandes variações climáticas e na sua paisagem, de acordo com a região na qual você se encontra.

Mesmo assim, podemos dizer que uma das melhores épocas para visitar o país é entre março e maio ou entre setembro e outubro.

Dessa forma é possível evitar o calor extremo e quase sufocante do verão e também evita pegar um inverno rigoroso com as estradas bloqueadas pela neve.

Vale lembrar que esse é um país muçulmano e é por isso que também é indicado levar em consideração as principais datas comemorativas e feriados religiosos.

Como chegar

O Irã é um país que fica localizado no Oriente Médio, sendo banhado pelo mesmo golfo que rodeia os Emirados Árabes Unidos, além de fazer fronteira com a Turquia.

Para chegar ao Irã não existem opções de voos diretos que saiam do nosso país, ou seja, será preciso fazer, ao menos, uma escala.

O caminho mais rápido para chegar até esse intrigante país é fazendo a conexão em Doha, Istambul ou em Dubai, de onde parte diversos voos para Teerã, a capital do Irã.

Outra opção é fazer a conexão pela Europa, visto que existem voos partindo de Roma, Frankfurt e Paris também.

Vale lembrar que os brasileiros vão precisar de visto para entrar no país, mas ele pode ser facilmente obtido no aeroporto, com um custo de 80 euros.

Vale lembrar, no entanto, que se o seu passaporte tiver algum vestígio de passagem por Israel você pode ser barrado, visto que são considerados inimigos.

O que fazer

onde-ficar-no-IraO Irã é um destino verdadeiramente incrível, que permite ao seu turista desde esquiar, até curtir praias incríveis e um deserto de tirar o fôlego.

Pois bem, a verdade é que o que não falta no país são incríveis atrações e pontos turísticos para que você possa desfrutar cada segundo da sua viagem. Então, vamos ver algumas dicas do que fazer no Irã:

  • Seja arqueólogo por um dia

O Irã tem uma história tão rica quanto antiga, o que faz com que seja um país cheio de sítios arqueológicos que são abertos à visitação e muito bem preservados até hoje.

Então, não perca a oportunidade de dar um passeio pelo glorioso passado do Império Persa e conhecendo as antigas cidades de Pasárgada e Persépolis.

  • Desvende a arquitetura religiosa

Predominantemente muçulmano, o Irã possui incríveis mesquitas, que podem ser consideradas verdadeiras obras de arte.

Mesmo que todas as cidades por lá tenham mesquitas, a dica é conhecer a Mesquita de Imã Khimeini, com seus mosaicos infinitos. Conheça também a Mesquita Nasir-ol-molk, que tem incríveis vitrais.

  • Explore o interior do Irã

O Irã é um destino muito completo, que vai muito além dos aranha-ceus da capital. O melhor é que o país conta com um sistema de transportes bastante abrangente, sendo fácil chegar até a maioria dos locais sem complicações.

Sendo assim visite a maior cidade do mundo no deserto, que se chama Yazd. Conheça também Shiraz, com incríveis sítios históricos e Isfahan com seus parques e mercados.

  • Faça um acampamento no deserto

Sabemos que nem só de deserto se faz o Oriente Médio, mas sem dúvidas, esse é um grande atrativo do local. Por isso, uma dica é passar uma noite acampado no deserto, dormindo sob um céu muito estrelado, garantindo uma experiencia incrível.

Mais do que isso, você também pode aproveitar os mercados o Irã para ir as compras, pode relaxar em um de seus muitos parques e fazer muitos amigos locais, sem dúvidas.

Onde ficar

iran

O Irã é uma República Islâmica no Golfo Pérsico (Árabe), com locais históricos do tempo do Império Persa.

Saber com antecedência onde irá ficar no Irã é imprescindível para sua viagem, visto que você tem que apresentar um endereço já na imigração.

No entanto, essa não é uma das tarefas mais simples, visto que as sanções e embargos que o país sofreu impede a maioria dos hotéis de aceitar pagamentos do exterior. Isso pode dificultar bastante que você encontre hospedagem pela internet, por exemplo.

Por outro lado, os poucos hotéis que aceitam esse tipo de reserva acabam cobrando um pouquinho mais caro, visto que é necessário um sistema de recebimento externo.

O ponto positivo é que a oferta de hotéis é bem grande, especialmente nas principais cidades, sendo possível reservar por telefone ou por e-mail mesmo.

A sua chegada ao país será em Teerã, a capital, que é atendida por uma ampla rede de metrôs. Por isso, você pode ficar em qualquer região por lá, embora o mais indicado seja o centro mesmo, que fica perto das principais atrações.

Em Shiraz, por exemplo, a dica é se hospedar perto da região do pórtico ou na cidadela, embora vá ser preciso depender de transporte para chegar até as atrações.

Em Isfahan, fique mais próximo do Boulevard Chaharbargh, que tem uma boa infraestrutura, embora Iofa seja uma opção melhor para quem quer mais silencio.

O que comer

kebabNo Irã, não tem uma refeição que não será um verdadeiro banquete, incluindo o café da manhã, almoço, lanches, jantares e doces.

Então, vamos ver alguns pratos que você deve experimentar quando estiver por lá:

  • Arroz e açafrão

A culinária persa sempre tem legumes gralhados, pães, verduras e os famosos kebabs, mas ela vai muito além disso.

Por lá, o arroz também é uma grande estrela sendo comumente preparado com açafrão, sempre preparado com uma raspinha no fundo.

  • Caviar

O Irã é o segundo maior produtor de caviar do mundo, perdendo apenas para a Rússia. Por isso, mesmo sendo caro, vale experimentar!

  • Chás

Os chás não podem faltar na cozinha iraniana, estando presentes em todas as refeições. No entanto, a curiosidade é que eles têm um açúcar em forma de pirulito, também com açafrão, claro.

  • Kebab

Ao famosos kebabs são feitos com carne de peixe, frango ou cordeiro, servidos em espetinhos. Além de muito bem temperados, eles são servidos com iogurte, limão, batata frita e pão.

  • Dizí

Carne de carneiro, feijão branco, batata, grão de bico e especiarias formam esse prato de sabor incrível e bem condimentado, sempre acompanhado dos pães, que são chamados de lavash.

Irã Pontos Turísticos

Como já foi dito, o Irã é um país incrível, com paisagens que vão desde o deserto até praias e montanhas nevadas. Por isso, o que não faltam por lá são atrações.

  • Pasárgada e Persépolis

Um lugar que você não pode deixar de conhecer são as cidades de Pasárgada e Persépolis, que foram capitais persas e atualmente são consideradas Patrimônio Mundial da UNESCO.

Sitio-arqueologico de Persépolis

Persépolis foi uma das capitais do Império Aquemênida. Sua construção, começada por Dario I, continuou ao longo de dois séculos, até a conquista do Império persa por Alexandre Magno.

  • Zoroastrismo

Mais do que isso, o país tem uma forte ligação com a religião, começando pelo Zoroastrismo, que foi a primeira crença monoteísta do mundo todo. Ela foi fundada em 600 a.C. no território Persa e é por isso que você pode conhecer diversos santuários que ainda se mantém por lá.

Zoroatrismo

O zoroastrismo, masdaísmo, masdeísmo ou parsismo é uma religião fundada na antiga Pérsia pelo profeta Zaratustra, a quem os gregos chamavam de Zoroastro. É considerada como a primeira manifestação de um monoteísmo ético.

  • Templo do Fogo

Dentre os mais famosos temos o santuário Templo do Fogo e o Torre do Silêncio, que ficam na cidade de Yazd.

O país também é muito conhecido por suas mesquitas com arquitetura majestosa, que tomam conta da paisagem.

templo-de-fogoYazd Atash Behram

O Yazd Atash Behram, também conhecido como Atashkadeh-e Yazd), é um templo em Yazd, localizado na província de Yazd, no Irã.

  • Mesquita de Imã Khomeini

Sendo assim, conheça a Mesquita de Imã Khomeini, em Isfahan, que é grandiosa. Conheça também a Mesquita de Jameh, em Yazd, com sua fina arte.

Mesquita-de-Imã-Khomeini

A Mesquita do Imã Khomeini, é uma mesquita, também conhecida como Mesquita Real ou Mesquita Imã, localizada em Isfahan, no Irã construída para o soberano safavido Shah Abbas I, entre os anos 1612 e 1630. A Mesquita Shah está localizada no lado sul da Praça Naghsh-i Jahan.

  • Mesquita Nasir-ol-molk

Não deixe de conhecer também a belezas da mesquita Nasir-ol-molk, que é um símbolo do Irã por transformar a luz do sol em um show de cores.

Mesquita-Nasir-ol-molk

A Mesquita Nasir al-Mulk, também conhecida como a Mesquita Rosa, é uma mesquita tradicional em Shiraz, Irã. Está localizado no bairro de Gawd-i Araban, perto da Mesquita Shāh Chérāgh. Foi construído durante o governo da dinastia Qajar do Irã

  • Palácio de Golestan

Indo além dos monumentos religiosos, aproveite para conhecer o Palácio de Golestan, que foi a moradia real durante o Império Cajar e conta com mais de 400 anos de reformas e construções.

Segundo a UNESCO, o lugar é a perfeita integração entre as artes persas antigas e a cultura ocidental.

Palácio-de-Golestan

Palácio do Golestão é um antigo palácio real iraniano do Império Cajar, situado em Teeran.

  • Grand Bazaar

Saindo dos monumentos e palácios e indo para o consumo, o Irã tem uma grande variedade de bazares espalhador por todo seu território. Na capital você deve visitar o Grand Bazaar, que tem desde temperos até joias.

Grand-Bazaar

O Grande Bazar, também chamado Bazar Coberto ou Mercado Coberto, é provavelmente o maior e dos mais antigos mercados cobertos do mundo

Dicas

HijabSem dúvidas, o Irã é um país que causará um grande choque cultural para os brasileiros que o visitam. Então, nada melhor do que algumas dicas para não ter surpresas por lá, veja:

  • O Hijab

O véu, que se chama hijab, é obrigatório para todas as mulheres, incluindo turistas. Mais do que isso, é preciso cobrir também as pernas e braços e isso vale para ambos sexos.

  • Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas são bandidas do Irã e até mesmo a reunião de homens e mulheres em um ambiente mais descontraído já precisa ser feito de forma meio clandestina.

  • Internet

No Irã, a internet sofre censura e é por isso que vários sites e aplicativos são, simplesmente, bloqueados. Por isso, lá você não vai conseguir usar o YouTube, o Facebook ou o Twitter.

Já os aplicativos de mensagens, como Whatsapp passam por filtragens.

  • Dinheiro

O cambio por lá é muito volátil, mas a moeda é bastante desvalorizada, o que torna o Irã um destino cada vez mais acessível.

A moeda oficial é o Rial, mas existe o Toman, que é uma moeda alternativa que circula para simplificar o excesso de zeros das notas com valor de 1 ou 2 milhões

Vale lembrar, porém, que devido às sanções internacionais, não são aceitos cartões de crédito famosos, como Mastercard e Visa no país. A melhor alternativa é levar dinheiro em espécie e preferencialmente em Euro.

Transportes

Ao visitar o Irã, possivelmente você vai se surpreender de como é fácil se locomover pelas principais cidades de lá. A capital, por exemplo, conta com uma ampla linha de metrô, que são confiáveis e bem acessíveis, chegando nos principais pontos da cidade.

O melhor de tudo é que ele ainda tem a sinalização em inglês, facilitando o deslocamento. As cidades medianas, como Isfahan e Shiraz também possuem linhas municipais.

Os ônibus também tendem a ser bem eficientes, embora sejam menos indicadas para os turistas pela dificuldade de identificar os letreiros.

Fotos

Agora que você já ouviu falar um pouco mais sobre o Irã, que tal ver algumas fotos e se surpreender com esse país incrível? Veja só:

Praias

Ilha-de-Kish

Kish é uma ilha do Irão e uma cidade no Golfo Pérsico, na província de Hormozgan.

Muita gente nem imagina, mas o Irã também é um ótimo destino de praias, com suas águas cristalinas.

No entanto, o destino está mais voltado para quem quer relaxar, mesmo, visto que a regra das roupas não muda muito, nem mesmo na hora de curtir a praia.

Então, a dica é conhecer as seguintes praias:

  • Ilha de Kish: muito bem desenvolvida e atrai turistas do mundo inteiro com sua água cristalina.
  • Queixome: que oferece cavernas, ecoturismo, golfinhos e florestas.
  • Chabahar: essa praia fica em uma zona mais úmida, mas oferece opções de ecoturismo e uma paisagem de tirar o fôlego.
  • Bandar-e Anzali: o local é uma cidade portuária, banhada pelo mar Cáspio, que fica na província de Gilan.

Pronto, agora que você já sabe muito mais sobre o Irã, suas peculiaridade e cultura, já pode montar o seu roteiro para conhecer esse país incrível.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply