logo-itinereo-195x50

Cidades subterrâneas na Capadócia

Cidades subterrâneas na Capadócia

Não se sabe ao certo quando se iniciou a construção das cidades subterrâneas da Capadócia, mas pesquisam indicam que tudo começou há mais de três milênios.

Existem quase 40 cidades subterrâneas em todo o território que estão abertas para visitação, embora algumas pessoas afirmam que existe mais de 200.

Os hititas foram um dos primeiros povos a habitar a região. Eles começaram a escavar cidades embaixo das rochas vulcânicas para se protegerem. Durante todos esses anos, milhares de pessoas utilizaram as passagens embaixo da terra como forma de proteção contra os povos inimigos.

Os cristão também foram responsáveis pela criação de algumas cidades posteriormente.

O passeio não é muito agradável para pessoas claustrofóbicas, pois é um lugar bastante apertado e alguns momentos, só é possível andar agachado. O ideal é usar tênis e roupa confortável durante o tour.

Conheça um pouco mais sobre as principais cidades subterrâneas da Capadócia:

Kaymakli

A cidade de Kaymakli é um dos lugares mais bonitos de toda a Turquia. Kaymakli em especial para proteger os cristãos de outros grupos religiosos que não aceitavam o cristianismo. Os cristão confinados chegavam a ficar semanas trancados dentro das cidades.

 Kaymakli

Eles se planejavam para conseguir suprir as maiores necessidades, como dormitórios, depósitos de alimentos e até igrejas. Os ‘’cômodos’’ eram conectados através de portas secretas.

A cidade subterrânea possui oito níveis abaixo do solo, mas só quatro estão disponíveis para visitação. Uma boa parte dos túneis não tem iluminação e há buracos espalhados por todos os andares, por isso, é importante seguir as setas e ouvir as orientações do seu guia (que também vai te orientar em relação a parte histórica).

Por incrível que pareça, as pessoas que viveram lá, se planejaram para criar uma estrutura na qual fosse possível passar vários meses embaixo do solo sem necessidade de subir. Até mesmo saídas de ventilação foram encontradas no local.

Existe uma grande quantidade de poços e rios subterrâneos que fluem na área da Capadócia, cercada por montanhas.

As cidades também funcionavam como uma armadilha aos inimigos que tentatavam entrar nelas, pois eles não conheciam a estrutura delas. Como os túneis são estreitos e baixos, eles não conseguiam se movimentar normalmente, além de não saberem o que iam encontrar pelo caminho.

Alguns corredores possuem pinturas bizantinas. As portas móveis que eram usados como forma de refúgio possuem em torno de 60 centímetros de espessura.

Como foi escavada há alguns milênios, milhares de povos viveram na região e não se sabe ao certo quantas pessoas já moraram na cidade, mas estima-se que 6.000 pessoas tenham vivido no local ao mesmo tempo.

Cada cômodo existente depende de ventilação, por isso, toda a cidade foi desenvolvida em torno de chaminés de aeração.

No primeiro andar, os visitantes podem ver um estábulo logo na entrada. Andando um pouco mais a frente, é possível ver uma igreja no qual eram realizadas cerimônias. Á direita do estábulo, há vários cômodos que eram usados como moradia.

No segundo andar há mais uma igreja e alguns bancos de pedra. Também há alguns quartos nesse nível.

O terceiro andar concentra as zonas mais importantes da antiga moradia de cristãos e outros povos. Há armazéns, adegas (vinhos eram consumidos no local) e cozinhas.

No quarto andar, que é dividido em vários cômodos, também funcionava como um armázem de vasos de barro. O tubo de ventilação é visto do quarto andar. Devido ao fato dos antigos moradores na região conseguirem fazer vasos de barro, é comprovado que pessoas com boas condições financeiras habitaram a região.

Logo na entrada da cidade subterrânea, você pode ver um mercado local com trabalhadores turcos.

Derinkuyu

De todas as cidades subterrâneas, Derinkuyu é a mais profunda. Mais de 10 mil pessoas viveram na cidade ao mesmo tempo, mas estima-se que esse lugar foi o lar de mais de 20 mil pessoas em algum momento.

Derinkuyu

A cidade tem mais de 85 metros de profundidade e há mais de 600 portas que ligam um cômodo ao outro. O lugar tem muitas cavernas, estábulos, armazéns, quartos, cozinhas e até mesmo escolas. Derinkuyu está conectada com outras cidades subterrâneas.

Assim como Kaymakli, Derinkuyu também foi um esconderijo de cristão que se sentiam protegidos embaixo da terra, pois dessa forma, eles conseguiam escapar da perseguição dos romanos. A cidade também foi abrigo de muçulmanos durante as guerras do período bizantino.

Mesmo não sendo um local extremamente confortável para morar, os refugiados que por ali passaram fizeram de tudo para ter tranquilidade nessa cidade.

A ventilação chegava através de um poço e outros tubos que são capazes de fornecer ar fresco até hoje. Mesmo no último subsolo, é possível sentir um pouco da brisa que chega até as antigas habitações.

Em alguns momentos, é preciso percorrer as escadarias abaixado, pois elas não tem altura suficiente para uma pessoa passar. Por esse motivo, muitas pessoas não conseguem terminar o tour e pedem para voltar a superfície.

Derinkuyu fica na cidade de mesmo nome. É difícil chegar até lá por conta própria, por isso, se você quer conhecer qualquer cidade subterrânea, o ideal é inclui-lá em um dos tours diários que saem das cidades da Capadócia.

A cidade possui 20 andares, mas só oito estão abertos a visitação. Além de cômodos comuns, em Denrikuyu é possível encontrar sistemas para armezenar azeite de oliva, templos e até mesmo bares. A temperatura gira em torno de 13°C(mesmo no verão).

Assim como outras cidades da região, esta também foi escavada em rochas vulcânicas. Os antigos moradores criaram sistemas bem complexos para que entrusos não conseguissem entrar no local.

O município do mundo subterrâneo foi descoberto no ano de 1963, totalmente por acaso. Desde então, virou uma atração turística para todos que se interessam pela história de povos antigos.

Além de pessoas, animais também viveram nos estábulos da cidade, já que eles eram bem amplos. Nos dois primeiros níveis os visitantes vão encontrar salas, cozinhas, depósitos, salas de alimentação e escolas.

Já nos níveis inferiores é possível ver o lugar onde ficava os depósitos de armas.

Por muito tempo, as cidades serviram de moradia para refugiados. Historiadores dizem que elas foram abandonadas por volta do século VIII, ou seja, muitas pessoas viveram debaixo da terra por milênios, não é memso incrível?

Se você gostou não esqueça de deixar aqui seu comentário, vou adorar saber sua opinião sobre as Cidades subterrâneas na Capadócia! Eu iria adora poder voltar no tempo e visitar esta incríveis cidades da Turquia fervilhando de vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Itinereo

Um site de viagens com diversas dicas para você ecnomizar muito e fazer viagens inesquecíveis
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram