México Pontos Turísticos

Centro-Histórico-de-Guadalajara-Mexico

O Centro Histórico de Guadalajara é a parte mais antiga da cidade, onde foi fundada e onde os edifícios mais antigos estão localizados.

O México é um país bastante grande e, sem dúvidas, muito encantador. Isso porque ele reúne praias paradisíacas, como Acapulco e Cancún, muita história e uma cultura rica, além de nunca faltar hospitalidade.

Não é à toa que esse país vem atraindo um número cada vez maior de turistas brasileiros, que chegam até lá para descobrir suas belezas.

O melhor de tudo é que não são somente os preços que são incríveis por lá, mas é possível chegar até este País da América do Norte com voos diretos do Brasil, o que torna esse destino ainda mais vantajoso.

Além disso, no México, é possível aproveitar tanto o mar que tem uma cor azul e águas cristalinas quando fazer passeios mais culturais para conhecer as ruínas da era pré-colombiana.

O fato é que não faltam motivos para quem deseja ir conhecer o México e aproveitar todas as belezas que esse país pode oferecer.

O fato é que muito além da infinidade de atrações que o México pode oferecer, ainda tem a vantagem do clima que é ameno, da excelente infraestrutura que o país tem e dos preços acessíveis.

Então, se você está mesmo interessado e quer saber um pouco mais sobre como montar seu roteiro de viagem, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre o México.

Quando ir

É realmente muito difícil definir qual é a melhor época para viajar para o México, visto que seu território é vasto e muito diverso, lembrando que cada região conta com suas peculiaridades.

É mais ou menos como definir a melhor época para viajar para o Brasil, que tem estados com climas variados.

Sendo assim, a melhor época para ir ao México vai depender muito da cidade para a qual você pretende ir.

No entanto, como a grande maioria das viagens para ir ao México incluem Cancún como destino, pode-se dizer que a melhor época para ir é de dezembro a maio, visto que é a época mais seca por lá?!

Por outro lado, claro, essa é a alta temporada e é normal que lugar fique um pouco mais cheio e um pouco mais caro por conta disso.

Já de junho a agosto tem uma temporada de mais chuva e os dias de sol se intercalam com dias nublados e chuvas ocasionalmente.

Essa pode ser uma boa alternativa para quem viaja com um roteiro mais folgado, que pode ter o luxo de “perder” uma manhã, uma tarde ou um dia por causa da chuva.

De setembro a novembro, no entanto, chove mais e também é a época com maior probabilidade de furacões.

Como chegar

A Ciudad de México, que é a capital do país, fica a cerca de 1.600 km de Cancún. No entanto, é na capital que fica a principal porta de entrara ao país, que é pelo Aeroporto Internacional da Cidade do México Benito Juárez.

Para ir de avião até lá, você só vai encontrar voos diretos saindo do São Paulo pela companhia LATAM e Aeroméxico, com trajetos de cerca de 10 horas de duração.

Já algumas outras companhias, tal como a Copa Airlines, Avianca e LAN oferece voos com conexões variadas

O que fazer

Sem dúvidas, uma das maiores cidades do mundo não vai deixar nenhum turista decepcionado. Isso porque existem atrações para todos os tipos de viajantes, desde aqueles que preferem relaxar na praia até os que preferem aventuras.

Então, vamos ver algumas dicas do que fazer no México:

  • Ruínas de Teotuhuacán

Essa foi a maior cidade da era pré-colombiana na América e a 6ª maior no mundo todo. A cidade existiu entre o ano 100 a.C. e o ano 500 d.C.

Por lá é possível conhecer o impressionante sítio arqueológico, que contam com duas pirâmides gigantes, sendo que em uma delas é possível chegar até o topo.

piramides-Teotihuacán

Teotihuacán, foi um centro urbano da Mesoamérica pré-colombiana localizada na Bacia do MéxicoTeotihuacán, foi um centro urbano da Mesoamérica pré-colombiana localizada na Bacia do MéxicoTeotihuacán, foi um centro urbano da Mesoamérica pré-colombiana localizada na Bacia do México

  • Praia de Akumal

Esse pequeno balneário da Riviera Maia fica apenas a 35km de Playa del Carmen. Antes o local era de uso exclusivo de resorts, mas atualmente é considerado uma área de preservação natural.

As areias são brancas e a baía é circundada por palmeiras, sem falar no mar que é verde, onde se pode fazer mergulho.Praia-de-Akumal

  • Ruínas de Chichén Itza

Essas ruinas são consideradas uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. O local foi dominado pela civilização Maia de 987 até 1200 e é um lugar incrível para se conhecer.

Chichen-Itza

Chichén Itzá é um complexo mundialmente conhecido de ruínas maias na Península de Iucatão, no México

  • Zócalo de Oaxaca

A cidade de Oaxaca é muito famosa por sua festa de Dia de los Muertos, mas atrai turistas durante o ano todo por causa do seu centro histórico, chamado de Zócalo.

O local reúne um conjunto de prédios coloniais no estilo espanhol e é considerado um Patrimônio Mundial da Unesco desde 1987.

Dia-de-los-Muertos

celebração de origem indígena, que honra os falecidos no dia 2 de novembro

  • Hierve el água

Esse local é um sistema de cascatas petrificadas que são compostas por fontes termais que escorrem dessas rochas há milhares de anos. Por serem ricas em bicarbonato de cálcio, elas vão aderindo nas pedras, criando a ideia de que a água está congelada no ar.

Hierve el Agua

Hierve el Agua é um conjunto de formações rochosas naturais

No entanto, a água que brota do chão tem uma temperatura de 24 graus e forma lindos terraços onde é possível se banhar com uma linda vista.

Mais do que isso, quando for ao México, você não deve deixar de experimentar a culinária local, de ir às ruínas de Tulum, ao Cânion del Sumidero e também ao Museu Nacional de Antropologia.

Onde ficar

Um dos principais pontos de uma viagem é decidir onde ficar, que não é algo simples quando não conhecemos bem um país.

Isso porque alguns bairros não são tão indicados para turistas, outros não tem uma boa infraestrutura, enquanto outros são mais afastados.

As atrações da Cidade do México, por exemplo, ficam mais localizadas no Paseo de La Reforma, próximo de Zócalo (centro histórico), Condesa, Zona Rosa, Polanco e Chapultepec.

Por isso mesmo que esses são os melhores bairros para ficar hospedado na capital do México.

Já em Cancun, por exemplo, todas as praias da região são boas para banho, portanto, podem ser escolhidas para ficar por lá?!

O que comer

Embora os restaurantes mexicanos estejam na moda no Brasil, quando você for ao México vai notar que a diferença entre a comida mexicana vendida no nosso país é muito diferente da comida verdadeira do México.guacamole

No entanto, é fato que não existe nada melhor para conhecer a cultura de um país do que conhecer a sua culinária, que carrega as origens de seus povo.

Então, para você tenha uma experiencia de imersão completa, veja algumas dicas do que comer no México:

  • Tamales: parecido com a pamonha, esse prato é uma massa de milho verde que vem com diversos recheios, podendo ser salgado ou doce.
  • Mole: muito típico no estado de Puebla, o Mole é um molho que leva um pouco de tudo, mas tem um sabor incrível e um pouco apimentado, embora cause um certo estranhamento por causa da cor.
  • Chilaquiles: muito simples e delicioso, esse prato é bastante consumido no café da manhã e nada mais é do que tortillas de milho fervidas servidas com frango desfiado e molho.
  • Tacos: bastante conhecidos no Brasil, os tacos mexicanos têm um aparência um pouco mais rústica, mas são muitíssimo saborosos, lembrando que o tipo de tortilla e de carne faz toda a diferença.
  • Michelada: uma ótima bebida para curar ressaca, ela mistura suco de tomate, molho inglês, chili e sal, sendo servido com um limão na borda e cerveja. Em alguns bares, ela pode vir com camarão dentro para ser comido enquanto bebe.
  • Rosca deu Rey: esse prato é servido em 6 de janeiro, dia dos três reis magos, e nada mais é do que uma rosca que deve ser dividida entre família e amigos.
  • Guacamole: como um purê de abacate, esse prato ainda leva tomate, cebola roxa, coentro, pimenta e especiarias. Ele é servido com guarnições variadas.
  • Chili com carne: um prato bastante tradicional que consiste na mescla de carne moída com molho e feijão apimentados.
  • Churros: um dos doces mais comuns por lá é o churros, que pode ser recheado com doce de leite, chocolate ou puro mesmo.

Pontos Turísticos

Chichen-Itza

Chichén Itzá é um complexo mundialmente conhecido de ruínas maias na Península de Iucatão, no México

Como já foi dito, o que não faltam são pontos turísticos no México para quem quer aproveitar tudo o que esse país incrível pode oferecer. Então, vamos conhecer alguns desses pontos para que você possa escolher para onde quer ir:

  • Teotihuacán – Cidade do México
  • Basílica de Guadalupe – Cidade do México
  • Catedral Metropolitana – Cidade do México
  • Museu Frida Kahlo e Estúdio Diego Rivera – Cidade do México
  • Museu Nacional de Antropologia – Cidade do México
  • Zócalo – Cidade do México
  • Palácio Nacional – Cidade do México
  • Museu do Templo Mayor – Cidade do México
  • Xochimilco – Cidade do México
  • Museu Palácio de Belas Artes
  • Arco de Cabo San Lucas – Cabo de San Lucas
  • Parque Fundidora – Monterrey
  • Parque Ecoarqueológico Xcaret – Cancún
  • Islas Mujeres – Quintana Roo
  • Bosque de Chapultepec – Cidade do México
  • Centro histórico de Guadalajara – Guadalajara
  • Chichen Itza – Yucatán
  • Museu das Múmias de Guanajuato

Vida noturna

Boate-cocabongo

Boate Cocabongo

O México também oferece uma grande variedade de atrações à noite, com uma agitada vida noturna na capital e em algumas outras cidades mais turísticas.

Na capital, por exemplo, Polanco é um bairro bastante sofisticado que conta com uma grande variedade de casas noturnas exclusivas,

Já nos bairros Condesa e Roma, do outro lado do Parque Chapultepec, é possível encontrar uma das maiores zonas culturais da capital, com casas noturnas, bares e muito mais.

Agora viajando para Cancún, é preciso ressaltar que a vida noturna traz, além de bares e boates, muitos espetáculos, inclusive dentro de algumas baladas mesmo.

Dicas

Pois bem, ao viajar para um país diferente, nada melhor do que conhecer algumas dicas a respeito de certas peculiaridades que podem atrapalhar o ajudar na experiencia do viajante, veja só:

  • Documentação

Para entrar no México, os viajantes brasileiros não precisam de visto, o que facilita muito a viagem. No entanto, é preciso ter um passaporte com o mínimo de 6 meses de validade.

  • Vacinação

A vacina para a febre amarela não é obrigatória para a ida ao México. No entanto, se o seu voo não for direto, ele pode ter escala em países que exigem esse certificado, tais como Panamá ou Colômbia.

  • Moeda e câmbio

De uma forma geral, ao viajar para o México, a melhor opção é levar o dinheiro em dólar americano. Isso porque mesmo estando com a cotação em alta, ao fazer as contas, essa é a melhor opção.

Você também pode comprar os pesos mexicanos diretamente no Brasil, onde é considerada uma moeda fraca.

Os cartões pré-pagos também podem ser uma boa alternativa, tanto para saque quanto para pagamento direto com o cartão mesmo, que não tem taxa de saque.

  • Seguro viagem

Embora não seja obrigatório para entrar no México, o seguro viagem é bastante aconselhável, afinal, os imprevistos podem acontecer e é sempre bom estar resguardado.

  • Fuso horário

No México mesmo existem 3 fuso horários diferentes, com uma diferença máxima de 3 horas entre eles e o horário de Brasília. No entanto é importante cuidar que essa diferença pode mudar quando há horário de verão.

  • Gorjetas

No México há o costume de deixar gorjetas para os frentistas, garçons e outros prestadores de serviço. O mais comum é 10% sobre o valor consumido, como aqui no Brasil.

Mas atenção: em alguns estabelecimentos o serviço já vem incluído na conta, por isso, cuidado para não pagar duas vezes.

Transportes

Certamente uma viajem para o México vai render bastante deslocamento, exceto se seu passeio se limitar a uma região específica. Caso contrário, se prepare para encarar longas distâncias.

Por lá, o jeito mais rápido para se locomover é, claro, de avião. No entanto, dependendo da origem e do destino, pode ser mais atraente andar de ônibus mesmo, que tem preços mais acessíveis.

Se você já tem um roteiro definido, por exemplo, pode fazer uma pesquisa usando ferramentas de destinos múltiplos quando for comprar a passagem aérea principal.

No entanto, se a escolha for ônibus, fique sabendo que os veículos são novos, confortáveis e que as empresas costumam respeitar horários.

Fotos

Agora, veja algumas fotos incríveis do México, para entender melhor um pouco das belezas que esse incrível país pode oferecer:

Praias

Como já foi dito, o México conta com uma grande variedade de lindas praias e destinos paradisíacos, veja só:

  • Cancun
  • Islas Mujeres
  • Isla Cozumel
  • Acapulco
  • Islas Marietas
  • Tulum
  • Cabo San Lucas
  • Akumal
  • Puerto Vallarta
  • Zihuatanejo

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o México, suas belíssimas praias, incríveis atrações turísticas, rica cultura e deliciosa culinária. Aproveite essas informações e monte já o seu roteiro de viajens!

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply