Bélgica Pontos Turísticos

belgicaA Bélgica é um país que fica bem na parte central da Europa, o que faz com que ele seja uma excelente opção de city breaks, ou seja, um ponto de partida para vários destinos desse incrível continente.

Pois bem, o fato é que a Bélgica é um país encantador e que possui uma grande importância histórica, visto que participou das duas grandes Guerras mundiais.

Ela é também o berço onde se formou a união europeia, sendo um país de muita cultura, história e encantos.

A Bélgica também é conhecida por seus combos de batatas fritas, waffles, cervejas e chocolates artesanais.

Suas cidades possuem um encanto único, com ruelas, povoados medievais, muita cultura e uma arquitetura única e maravilhosa.

Então, se você está mesmo interessado em viajar para conhecer a Bélgica, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber para montar seu roteiro de turismo nesse país incrível.

Quando ir

Quando-ir-casal-jovem-com-mapa-em-verãoQuando estiver fazendo o planejamento de sua viagem para a Bélgica, atente-se para os períodos de alta ou baixa temporada.

A temporada alta por lá ocorre ente junho e agosto, que é a época de verão no país. As temperaturas mais altas atraem um número maior de turistas, que vem do mundo inteiro, mas especialmente da Europa.

Isso porque é durante essa estação do ano que os europeus têm suas férias de trabalho e da escola.

As ruas das cidades belgas então se tornam cheias de pessoas e os locais ficam bem mais movimentados.

No entanto, não é só a temperatura que fica mais alta no verão de Bélgica. Os preços de alimentação, hospedagem e atrações turísticas também ficam mais altos, o que pode ser uma desvantagem da temporada.

Uma boa alternativa é ir conhecer a Bélgica durante as estações de primavera e outono. Assim, é possível aproveitar todas as atrações do local, ter um clima bom e não pagar mais caro por isso!

Como chegar

Se a sua dúvida é como chegar à Bélgica, a resposta depende de onde você está partindo.

Considerando que você está saindo do Brasil, o meio mais fácil de chegar até esse país, claro, é de avião.

O aeroporto mais importante do país é o que fica perto da Capital, a 13km do centro de Bruxelas, e se chama Brussels International Airport.

É esse o aeroporto que recebe todos os tipos de voos e certamente é a melhor opção para chegar até a Bélgica.

No entanto, existem ainda outros aeroportos no país, tais como os de Oostende, Charleroi e Antuérpia, que também recebem voos de outras localidades.

Tudo vai depender mesmo de onde você está partindo!

O que fazer

cerveja-BelgaA Bélgica é um país pequeno, mas que oferece uma grande variedade de monumentos históricos e atrações para os turistas.

O país faz divisa com Holanda e França, sendo um ótimo local de parada para quem está transitando entre Paris e Amsterdã.

Então, vamos conhecer algumas dicas sobre o que fazer na Bélgica:

  • A cerveja Belga

Claro que não poderíamos deixar de falar da mundialmente famosa cerveja belga, que é um orgulho nacional.

A bebida é bem mais forte do que a que conhecemos no Brasil, tendo cerca de 10% mais álcool. Além de muitos rótulos conhecidos, cada cidade costuma ter sus própria cerveja, que é um paraíso para quem gosta dessa bebida.

  • Os canais

A Bélgica não é Veneza, mas também tem muitos canais para serem desvendados. Por lá, é possível conhecer e se deslocar por cidades inteiras de barco, como é o caso das cidades de Ghent e Bruges, que possibilitam ter uma nova visão dos locais.

O passeio por esse canal dura cerca de 30 minutos e o guia ainda conta um pouco da história dos locais por onde passa, com uma vista linda.

  • Patrimônios da Humanidade pela UNESCO

A Bélgica é um país que transpira história e, como não poderia ser diferente, isso se manifesta também na arquitetura e nas tradições locais.

É justamente por isso que a Bélgica é o país com maior registro de Patrimônios Mundiais da UNESCO, mesmo sendo tão pequeno.

Dentre eles, você poderá conhecer palácios, casas, cavernas, mercados e muitos outros.

  • As cavernas

Pouca gente imagina, mas a verdade é que a Bélgica tem cenários e paisagens naturais que parecem terem saído de m livro dos Irmãos Grimm.

As grutas e cavernas, rodeadas de rochas e vegetação, são uma excelente opção de passeio para quem quer fugir do óbvio, então, não perca essa oportunidade.

  • Sede da União Europeia

É na Bélgica que fica a sede da União Europeia, mais precisamente em Bruxelas, e vale a pena dar uma passada por lá para conhecer melhor. É lá que muitas decisões são tomadas, que impactam o mundo inteiro.

Por lá também é possível encontrar monumentos europeus e miniaturas, além de uma enorme escultura com esferas metálicas que fica perto do Bruparck.

  • Histórias em Quadrinhos

Para quem é fã de HQ’s, a Bélgica é um ótimo destino, visto que é o berço de criações como o repórter Tintim e os Smurfs.

Se você gosta desse universo, pode visitar o Comics Art Museum, em Bruxelas mesmo, além de encontrar quadrinhos estampados por toda a cidade.

Onde ficar

A Bélgica é um país verdadeiramente irresistível e traz muitas experiencias maravilhosas para quem o escolhe como destino. Pois bem, por lá é tudo muito perto, visto que é um país pequeno.

Indo de trem, é possível fazer em 30 minutos o trajeto entre a Bruges e Ghent, bem como de Ghent a Bruxelas. Já de Bruges para a Antuérpia, são apenas 50 minutos de deslocamento.

Pois bem, essas são as principais cidades para ficar na Bélgica, então, vamos conhecer os melhores bairros para se hospedar entre elas:

  • Ghent

Sem dúvidas, essa é a melhor cidade para ter como base de deslocamento para outros pontos do país. O local tem clima de cidade pequena, mas com vida própria e boa infraestrutura, além de uma animada comunidade de estudantes.

De lá é possível conhecer as cidades do entorno durante o dia e ainda voltar para curtir uma noite animada.

A dica é ficar próximo da estação de trem, que oferece bons hotéis, bem como na região do centro histórico.

  • Bruxelas

A capital da Bélgica também é uma ótima opção para ficar por lá, mas não escolha a região em torno da estação Bruxelles-Midi. A área até tem bons e novos hotéis, mas não tem uma vida noturna nada ativa.

Prefira então locais em torno da estação Central, que fica no coração do turismo da cidade, com vários hotéis e estações disponíveis, além de boa infraestrutura.

  • Bruges

Nessa cidade a estação não fica no centro histórico, mas perto existem hotéis que oferecem uma boa relação custo benefício, especialmente perto dos canais Biskajer, Mallenburg, Marcel e Boterhuis.

O que comer

Carbonade-FlamandeÉ quase impossível falar em comida na Bélgica e não pensar logo em chocolate, batatas fritas, waffles e cerveja. No entanto, isso seja fundamental, existem muitos pratos típicos do país que você pode experimentar. Vamos conhecê-los melhor:

  • Waffles

Isso é algo que você vai encontrar em qualquer lugar pelo país e de todos os tipos que pode imaginar. O waffle é tão famoso por lá que porque é o seu país de origem, e dizem que a receita usada até hoje é a original.

O melhor de tudo é que eles são encontrados até em banquinhas na rua e são uma excelente opção de lanche barato!

  • Chocolates

Não é possível falar na Bélgica sem pensar no chocolate belga, que é considerado um dos melhores do mundo.

Um dos motivos para isso é que há um altíssimo controle de qualidade na produção, além de uma alta densidade de cacau e manteiga nas receitas. O resultado é um chocolate fresquinho e que derrete na boca.

Se você é um fã de chocolate, a dica é fazer um tour de degustação pelas principais chocolaterias do país.

  • Batata frita

Embora exista muita discussão a respeito da origem da batata frita, os belgas afirmam que a origem é deles e, sem dúvidas, lá você vai encontrar as melhores batatas fritas que já comeu.

Assim como os waffles, elas podem ser encontradas por toda a parte, sendo vendidas até em barraquinhas de rua em um clássico cone de papel.

  • Mexilhões

No verão, não é incomum encontrar um saboroso prato feito com mexilhões e que vem acompanhado com batatas fritas. Sem dúvidas esse prato é muito popular por lá, mas a dica é comer sempre na estação de verão na Europa, pois o marisco vai estar fresco.

  • Carbonade Flamande

Já para quem não é muito fã de mexilhões, a dica é provar esse prato aqui, que nada mais é do que uma carne cozida na cerveja escura, que forma um molho delicioso. Normalmente ele é servido com batata frita de acompanhamento!

Bélgica Pontos Turísticos

A Bélgica é um país que teve sua independência declarada em 1830, tem cerca de 10 milhões de habitantes e apenas pouco mais de 30km².

No entanto, não é por ser um país pequeno que ele não oferece uma grande variedade de pontos turísticos lindos para conhecer. Então, vamos conhecê-los a seguir:

  • Grad-Place – Bruxelas

A praça central da cidade de Bruxelas, sem dúvidas, é um dos principais pontos turísticos da região. Ela é cercada por prédios do Governo e também pela casa do Rei, onde hoje é o Museu da Cidade de Bruxelas.

Bruxelas

A Cidade de Bruxelas é a maior comuna da Região de Bruxelas-Capital e a capital oficial da Bélgica de acordo com a lei. Da mesma forma como o Cidade de Londres é diferente de Londres, a Cidade de Bruxelas é diferente de Bruxelas.

  • Atomium – Bruxelas

Construído ainda em 1958, essa estrutura de mais de 100 metros de altura tem uma forma semelhante a um átomo, sendo um dos principais símbolos da capital, mesmo que muitos a considerem de mau gosto.

Atomium

O Atomium foi construído em 1958 em Bruxelas no âmbito da Expo 58. Com 103 metros de altura, o Atomium representa um cristal elementar de ferro ampliado 165 milhões de vezes, com tubos que ligam as 9 partes formando 8 vértices

  • Casa de Victor Horta – Bruxelas

Para quem não sabe, Victor Horta foi um dos arquitetos de desgners mais importantes no movimento da Art Nouveau. Até hoje é possível ver muitos de seus prédios na capital, que agora são considerados Patrimônio da Humanidade da UNESCO.

Casa-de-Victor-Horta-Belgica

Casa de Victor Horta ou Casa-museu Horta ( hoje Museu Horta) é um edifício de Art Nouveau situado na comuna de Saint-Gilles, na Região de Bruxelas-Capital. O edifício é constituído pela casa pessoal do arquiteto como também do estúdio de trabalho dele.

  • Gravensteen – Gante

Esse é um impressionante castelo é um forte, que fica na cidade de Gante. Ele é do século 10, mas se mantém incrivelmente bem preservado, tendo sido a casa dos condes de Flandres.

Gravensteen

O Gravensteen é um castelo medieval em Ghent, Flandres Oriental, na Bélgica.

  • Catedral de Saint Bavo – Gante

Essa incrível catedral é outro importante ponto turístico da cidade, sendo um dos mais visitados por lá. Ela foi construída tendo a torre em estilo gótico e a cripta romanesca, que é um grande exemplo da arquitetura religiosa do local.

Catedral-de-Saint-Bavo

A catedral de São Bavão é uma catedral gótica em Gante, Bélgica, e sede da diocese de Gante. É chamada em homenagem a São Bavão de Gante.

Mais do que isso tudo que já foi dito, não deixe de conhecer os campos de batalha de Flandres, fazer um passeio pelos Canais de Burges, de conhecer o Het Eilandje, na Antuérpia, de visitar o Waterloo ou de conhecer a cidade medieval de Mons.

Vida noturnaVida-noturna-na-Belgica

Como já foi dito, a Bélgica é um país pequeno, mas não perde em nada para nenhum outro, tendo uma vida noturna até bem agitada, especialmente nas principais cidades do país.

No entanto, claro, cada uma das cidades tem seu próprio estilo, sendo que alguns são mais de estudantes e outros mais cosmopolitas ou modernos.

Dicas

A Bélgica não é um país muito conhecido e é normal ter algumas dúvidas quando se escolhe ele como destino de uma viagem. Então, veja algumas dicas a seguir que podem ajudar você:

  • Idioma

Na Bélgica existem duas línguas oficiais que é o francês (predominante em Bruxelas) e o flamengo (predominante em cidades como Antuérpia e Bruges), que se parece ao holandês, mas com um pouco mais de suavidade e um toque de francês.

  • Festivais e eventos

Se você está indo para a Bélgica, uma ótima dica é ficar de olho na programação dos eventos e festivais locais, que acontecem o ano todo.

  • Guarde moedas

Por lá todos a maioria dos serviços são pagos, incluindo os banheiros públicos. Então, nada melhor do que sempre andar com algumas moedinhas para não ter problemas.

  • Documentos

Os brasileiros que viajam a turismo não precisam de visto para entrar na Bélgica e ganham visto de até 90 dias. No entanto, é essencial ter um passaporte com, pelo menos, 3 meses de validade.

O seguro viagem internacional também é indispensável, que tenham um valor mínimo de 30 mil euros.

Transportes

Tram-BelgaUma das principais formas de transporte na Bélgica é o trem, que possibilita se locomover tanto dentro das cidades e do país, como também par outros destinos, como Londres ou Paris.

O sistema é bastante simples de usar e de compreender, além de ser moderno, confortável e bastante rápido, chegando à velocidade de 300km/h.

Também é possível andar pela cidade com o “tram”, que são bondes!

Fotos

Agora, veja algumas fotos desse lugar incrível chamado Bélgica e tudo que ele pode oferecer para você como um destino de viagem:

Praias

Muita gente nem imagina, mas a Bélgica também pode ser um destino de praias, então, vamos conhecê-las:

Blankenberge

Blankenberge é um município belga da província de Flandres Ocidental.

  • Knokke: uma das mais chiques da costa
  • Zeebrigge: abriga o mais importante porto da costa
  • Blankenberge: a mais popular e está sempre cheia
  • De Haan: ao invés de edifícios, a orla é cheia de lindas mansões brancas
  • Oostende: a maior praia e com melhor infraestrutura

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a Bélgica, seus pontos turísticos e tudo que ela pode oferecer como seu próximo destino de viagem. Aproveite as dicas e boa sorte!

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply