China Pontos Turísticos, onde ir, o que fazer e super Dicas

China

A China é uma nação muito populosa da Ásia Oriental cuja ampla paisagem abrange pradarias, desertos, montanhas, lagos, rios e mais de 14.000 km de litoral.

Não existe a menor sombra de dúvidas de que a China é um país marcado por contrastes. De um lado temos Pequim, com suas construções milenares e imperiais e do outro lado temos Xangai, que é uma das mais modernas do mundo.

Enquanto isso outros destinos apresentam paisagens montanhosas de tirar o fôlego de qualquer turista que vai conhecer o local, como a cidade de Guilin.

O fato, no entanto, é que a China fica do outro lado do mundo e essa distância faz com que o local seja também um lugar de muitas diferenças culturais em relação ao Brasil.

Por isso é que é sempre importante pesquisar e conhecer um pouco mais do destino da sua próxima viagem antes de embarcar com as malas prontas rumo ao desconhecido.

Sendo assim, se você está pensando em ir conhecer a China, é só continuar lendo e descobrir um pouco mais sobre esse país incrível e cheio de surpresas. Vamos lá?!

Quando ir

Quando-Ir-arrumando-malasA China é um país grande e, por isso, tem uma importante diversidade climática, não sendo muito simples a missão de determinar a melhor época para ir conhecê-la.

De uma forma mais geral, podemos dizer que as melhores estações são a primavera e o outono, que tem um clima mais agradável em todas as regiões do país.

Também é nessa estação que as temperaturas ficam mais amenas e que os ventos e precipitações ficam menos intensos.

No entanto, pode haver variações nesse sentido, considerando as principais cidades chinesas.

Sendo assim, podemos dizer que a melhor época para ir a Pequim é nos meses de abril, maio e outubro. Já para ir a Xangai, os melhores meses são setembro e fim de outubro.

Em Macau e Hong Kong a melhor época para visitar e entre novembro e março.

A dica mais importante é determinar o seu roteiro de viagens e então pesquisar o clima em cada região mais específica. Assim fica mais simples entender a melhor época para ir à China.

Como chegar

Partindo do Brasil, normalmente de São Paulo ou Rio de Janeiro, fique sabendo que você terá de encarar cerca de 24 horas de voo. Já se você mora em outras cidades do Brasil terá um acréscimo para chegar até uma dessas 2 capitais de onde partem os voos para as cidades chinesa.

É realmente uma grande viagem que precisa um bom planejamento para que corra tudo bem, lembrando ainda que o voo tem conexões que podem durar de 3 a 4 horas, fora os deslocamentos até chegar ao aeroporto ou até outra cidade para fazer o embarque.

No entanto, sem dúvidas, a melhor forma de chegar até a China é de avião e existem diversas companhias aéreas que oferecem esse destino.

O que fazer

China-pontos-turisticosMuito além da famosa Grande Muralha, a China tem diversas atrações que podem ser excelentes opções de entretenimento. Isso porque o país é muito rico em natureza, história e também cultura.

Então, veja algumas alternativas sobre o que fazer na China e aproveite para enriquecer seu repertório histórico e cultural, descobrindo mais sobre esse incrível país:

  • Percorra a Rota da Seda

A China também é um país historicamente conhecido como sendo produtor de um dos tecidos mais nobres do mundo, que é a seda. Então, fique sabendo que ao viajar por lá você pode fazer um passeio pela rota da seda através de uma agência de turismo.

  • Visite a antiga cidade de Dunhuang e as Grutas de Mogao

Durante sua travessia pela rota da seda, você pode aproveitar para conhecer a histórica cidade de Dunhuang, que já serviu como um dos principais postos de troca e parada no comercio da seda.

O local fica em um oásis e, em 2015, foi dividido em 9 municípios menores, sendo que atualmente é bastante conhecido pelas Grutas de Mogao.

  • Explore o Parque Nacional de Yadan

Também próximo de Dunhuang, esse parque tem formações rochosas que se chamam Yardang, que são relevos moldados pelos milhares de anos de erosão e abrasão do vento.

O resultado é uma paisagem com incríveis esculturas naturais lindas de tirar o fôlego.

  • Desvende a cidade medieval mais preservada do país

O nome dessa cidade é Pingyao e você não pode deixar de visitá-la. A cidade fica na província de Shaanxi e também faz parte da Rota da Seda.

A cidade é considerada com Patrimônio Mundial da UNESCO, sendo definida como o melhor exemplar da etnia Han, que é o maior grupo étnico da China.

  • Visite os guerreiros de Terracota

A cidade de Xi’na é um dos pontos turísticos mais interessantes da China, e por lá você encontrará outro Patrimônio Mundial da UNESCO, que é o Mausoléu de Qin Shi Huang, com seus guerreiros de Terracota.

Onde ficar

A china é um país bem grande, cheio de grandes metrópoles e o que não faltam são opções de hospedagem por todo o país. Por ser tão grande, vamos ver algumas dicas de onde ficar considerando a capital, Pequim.

A primeira coisa que deve ser levada em consideração ao escolher um hotel na capital chinesa é a localização e s possibilidade de acesso à transporte e facilidades.

Dentre os melhores lugares para ficar por lá, podemos considerar os arredores da rua comercial de Wangfujing, que fica no bairro de Dongcheng.

Esse centro comercial é bastante movimentado, mas oferece uma grande variedade de hotéis de categoria superior com preços bem atraentes, além de ficar próximo de algumas atrações turísticas.

Uma outra área interessante de Pequim é Chaoyang, um importante centro financeiro da cidade. Já para os que preferem uma zona mais pitoresca, a dica é ficar em Hou Hai.

O que comer

Mapo-TofuMuita gente tem medo de chegar na China e acabar não gostando ou não se adaptando à culinária local. No entanto, a dica é que você aproveite para se deliciar com a exótica culinários chinesa.

Obviamente que as comidas são bastante diferentes do que estamos acostumados, mas a verdade é que, possivelmente, você vai se surpreender positivamente.

Obviamente os pratos variam um pouco de uma cidade para a outra, o que reflete bem a diversidade cultural do país. Disto isso, vamos conhecer alguns pratos que você deve experimentar na China:

  • Mapo Tofu

Esse é um dos pratos mais famosos do país e consiste em tofu picante, junto de molho vermelho e uma pasta de amêndoas fermentada com feijão preto. Também é composto por carne suína ou bovina picada, embora existam outras variações.

  • Pato de Pequim

Esse é um pato laqueado, também conhecido no Brasil, mas é bastante comum na China. O pato assado tem pele crocante por causa do preparo com um molho a base de mel. Depois de pronto ele é fatiado em crepes e tem um sabor agridoce delicioso.

  • Wontons

Esse prato é bastante popular em toda a Ásia e consiste em uma fina massa à base de trigo, que pode ser frita ou cozida no vapor, recheada de ingredientes variados. Normalmente é servido junto de um caldo ralo.

  • Kung Pao

Esse prato é feito com franco cortado, óleo de gergelim, amendoim, pimenta e especiarias. Para muitos, ele é considerado a melhor porta de entrada para a culinária chinesa.

China Pontos Turísticos

Novamente, vale ressaltar que a China é um país enorme, de proporções continentais. Por isso, não é tão simples conhecê-la em apenas uma viagem.

A boa notícia é que apenas algumas poucas cidades podem concentrar uma boa variedade de atrações culturais da China. Então, vamos conhecer os principais pontos turísticos da China por cidades:

  • Pequim

Em Pequim você poderá conhecer grandiosos palácios estruturas milenares, que são realmente impressionantes. No entanto, mesmo com tanta história, a capital do país não parou no tempo, estando sempre muito atenta a tecnologia e as artes.

Uma boa dica é conhecer o Museu Nacional da China, que conta a história de todo o país e da cidade proibida, relembrando os tempos imperiais. Esse também é um dos melhores pontos para contratar um tour para conhecer a famosa Muralha da China.

Pequim

Pequim, a enorme capital da China, tem uma história de 3 milênios.

  • Xi’an

Essa cidade já foi uma importante parada da Rota da Seda, sendo uma referência de monges e intelectuais. Boa parte de sua glória acabou por volta do século 10, mas a cidade ainda preserva a arquitetura que segue ali, contando sua história em meio a construções mais modernas.

É aqui que você pode ir conhecer o famoso Exército de Terracota, com estátuas milenares encontradas em 1974 por agricultores.

Xi’an

Xian é uma grande cidade e capital da província de Shaanxi, na China central

  • Xangai

Essa é uma das cidades chinesas mais vibrantes e fica ao sudoeste do país e é uma grande referência para os amantes da arquitetura. Isso porque ela é cheia de arranha-céus futuristas que dividem espaço com arquitetura do século XIX e avenidas floridas com influência do Art Decô da França.

Xangai

Xangai, na costa central da China, é a maior cidade do país e um núcleo financeiro global.

  • Hong Kong

Também ao sul da China, essa é uma região um tanto independente do resto do país. Além disso ela é também mais aberta as tendências ocidentais, tanto que tem o inglês como idioma oficial.

Essa é a cidade que tem o recorde do maior número de arranha-céus do mundo, contando com mais de 300 e sem dúvida isso já é motivo suficiente para a visitá-la.

Porto Vitória é outro ponto turístico imperdível, que é uma região turística cheia de restaurantes bares e outros atrativos. A cidade também é abrigo de diversos templos, mirantes e alta gastronomia.

Hong-Kong

Hong Kong, ex-colônia britânica, é um território autônomo no sudeste da China.

  • Chengdu

Indo para a região oeste, essa cidade é ideal para quem quer conhecer pandas. Mais do que isso, também é uma cidade com excelentes museus, lindíssimos templos e monastérios, agitada vida noturna e há uma grande população de estudantes e expatriados, o que atrai um grande número de turistas.

No entanto, o destaque mesmo vai para a gastronomia local, que é considerada a melhor da China.

Chengdu

Chengdu é a capital da província de Sichuan, no sudoeste da China.

  • Lhasa

Embora seja bastante distante dos outros destinos dias citados, ficando mais perto da Índia do que do Pacífico, a capital do Tibete não poderia faltar nesta lista,

A cidade é um destino imperdível para quem tem interesse no budismo, tendo sido a vertente central da filosofia tibetana há mais de um milênio atrás. O que encanta mesmo são suas ruas tranquilas cheias de monges e templos de tirar o fôlego.

Lhasa

Lhasa apso é uma raça de cães de companhia, de pequeno porte, oriunda do Tibete na Cordilheira do Himalaia.

Dicas

Como já foi dito, a China é um país de muitos contrastes e, se comparado com o ocidente, apresenta muitas diferenças significativas em relação à cultura, gastronomia e diversos outros aspectos.

Sendo assim, nada melhor do que contar com algumas excelentes dicas para que a sua viagem seja um verdadeiro sucesso nesse país tão diferente exótico, veja:

  • Visto

Para entrar na China é preciso um visto, que é retirado no Consulado da China mesmo. Para obtê-lo você vai precisar de um formulário preenchido e assinado, uma foto 3×4 recente e colorida com fundo branco, um passaporte que tenha validade de mais de 6 meses, comprovante de reserva dos hotéis aonde vai se hospedar e reservas da passagem de ida e volta.

  • Escolha bem

Como já foi dito mais de uma vez, a China é enorme, por isso, a dica é planejar muito bem o que você vai conhecer, focando em uma região, para que seja possível explorá-la ao máximo e com profundidade.

  • Tenha um guia de expressões cotidianas

Pouca gente fala inglês na China e é por isso que a dica é ter com você um guia do vocabulário comum do dia a dia, para que seja possível comprar bilhetes no trem, fazer um pedido no restaurante e realizar outras atividades simples.

  • Cuidado com os golpes

Embora seja considerada bastante hospitaleira e segura, turista é turista em qualquer lugar e está sujeito a golpe por lá também. Por isso, se alguém convidar você, por exemplo, para participar de uma atividade ou visitar algum lugar desconhecido, evite.

Nos táxis, cuide também para não receber notas falsas de acabar perdendo o seu dinheiro.

  • Aplicativos e internet

Para quem não sabe, a internet na China é controlada por um firewall que bloqueia o seu acesso à uma grande variedade de sites que são bem comuns e até necessários aqui no Brasil.

Redes sociais como Instagram e Facebook e também o Google só podem ser acessados em locais como Macau e Hong Kong, por exemplo.

Transportes

Se você for para a China, saiba que uma das melhores formas de se locomover por lá é usando o metrô, que são especialmente bons em Xangai e Pequim. Esse sistema de transporte atende a cidade inteira e tem um custo bastante acessível, além de serem fáceis de entender.

Outra excelente opção é o ônibus, mas é preciso um pouquinho mais de conhecimento local para utilizá-lo visto que os letreiros o que são apenas em chinês mesmo.

O que você precisa saber é que o trânsito na China é uma loucura. Por isso não é muito aconselhável alugar um carro por lá.

A seta praticamente não existi, a buzina é tocada constantemente e os carros vão se enfiando um na frente do outro, como se houvesse uma organização secreta que só eles mesmos entendem.

Isso quando não andam na contramão e passam o farol vermelho!

Quanto aos táxis, a dicas é só usar esse meio de transporte quando não houver outra opção. Isso porque existem muitos táxis na cidade, mas a procura também é muito grande, ou seja, não é fácil conseguir um.

Caso você consiga, ainda pode ser que o motorista simplesmente se negue de levar você por ser um turista e a maioria dos taxista simplesmente não falam inglês.

Fotos

Agora, veja algumas incríveis fotos das belezas que a China pode oferecer aos seus turistas:

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a China, seus pontos turísticos, o que visitar e como ter uma boa experiencia por lá. Aproveite essas dicas e boa viagem!

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply