Pequim Pontos Turísticos, Veja onde Ir, o que fazer e muitas Dicas

Pequim-Pontos-Turísticos,-Veja-onde-Ir,-o-que-fazer-e-muitas-DicasA capital da China, Pequim é uma cidade enorme na qual o turismo vem crescendo cada vez mais nos últimos anos, se tornando também mais acessível, tanto pelas passagens aéreas quanto pelas mudanças no visto.

Tudo isso vem tornando mais fácil o acesso dos brasileiros a esse grande gigante asiático.

Então, se você está interessado e quer saber um pouco mais sobre Pequim, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre essa cidade. Vamos lá?!

Quando ir

Quando-viajar-para-Asia

Quando estamos falando da China, o melhor a se fazer é ir visitar as cidades desse país nas estações intermediárias, ou seja, primavera e outono.

Isso porque nessas estações a temperatura não é tão fria e nem tão quente, tornando o clima mais agradável para conhecer o lugar.

Mais do que isso, durante a primavera você verá a cidade completamente florida, o que é lindo. Durante o outono a paisagem também ganhar um clima especial com suas folhas secas.

Então, se possível, opte por conhecer Pequim entre os meses de setembro a novembro, que é o outono, ou entre os meses de março a maio, que é a primavera por lá.

Como chegar

A melhor e mais simples forma de chegar até a China é por Pequim ou Xangai. No entanto, por causa da grande distância entre o Brasil e esse destino, não existem voos diretos.

Isso quer dizer que qualquer voo que você vá pegar para ir a qualquer um desses destinos, vai ter ao menos uma conexão, sendo que as mais comuns acontecem no Oriente Médio ou Europa.

As principais companhias aéreas que fazem esse destino, de acordo com essas conexões acima, são a Emirates Airlines e a Qatar Airways.

Se você já estiver na Europa ou em um outro país da Ásia, o deslocamento fica um pouco mais simples e menos demorado.

Pequim Pontos Turísticos

Pequim, chamada de Beijing em chinês, é uma cidade cheia de atrações turísticas, sendo que várias delas são consideradas como Patrimônios da Humanidade pela Unesco. Então, vamos conhecer um pouco mais sobre esses lugares legais que você deve visitar quando for à cidade.

  • Cidade Proibida

O nome em si já é bastante instigante e o local é uma das principais atrações de Pequim, que é um antigo palácio imperial. O seu nome se deve ao grande controle que havia no local, no qual ninguém tinha autorização para entrar ou sair sem que houvesse consentimento do imperador.

A cidade proibida vai além de um palácio, sendo um enorme complexo com diversos templos, residências, construções e jardins.

Cidade-Proibida

  • Templo do Céu

Esse é templo mais famoso de Pequim e foi construído na mesma época que a Cidade Proibida, ainda no início do século XV. A construção atrai os visitantes por sua forma arredondada, com 33 metros de altura por 30 metros de diâmetro.

Tudo isso é sustentado por 28 colunas de madeira, sendo que algumas são esculpidas e pintadas lindamente.

Templo-do-Céu

  • Palácio de Verão

Esse palácio é um pouco mais recente, construído no século XVIII para se tornar a moradia de verão do imperador. No entanto, posteriormente, chegou a se tornar a sua residência principal.

O local fica às margens do Lago Kunming e tem um grande e belo jardim que valem a visita.

Palácio-de-Verão

  • Praça da Paz Celestial

Chamada de Praça Tiananmen, essa é uma das praças mais importante da China, sendo a terceira maior do mundo. Ao seu redor se agrupam os mais importantes prédios da região, que é a Cidade Proibida, O Grande Salão do Povo e o Museu Nacional da China, sendo que todos merecem uma visitinha.

Praça-da-Paz-Celestial

  • Muralha da China

Essa é uma atração que não fica propriamente em Pequim, mas não poderia ficar de fora da lista por sua grande importância. Localizada a 75km de Pequim, a Grande Muralha tem milhares de quilômetros de extensão e vários trechos ainda muito bem conservados.

Muralha-da-China

  • Museu Capital Beijing

Esse museu possui uma grande variedade de artefatos de diversos períodos imperiais do país, incluindo peças de bronze, porcelana e obras de artistas.

Museu-Capital-Beijing

  • Templo Lama

Esse templo é o maior do budismo tibetano em Pequim, tendo sido construído ainda em 1694 por um imperador chamado Kangxi, na intenção de virar a residência de seu filho.

Depois de algumas décadas, a edificação foi oferecida aos monges e foi transformada em um monastério. O que realmente impressiona é a riqueza na decoração do lugar!

Templo-Lama

Onde ficar

Toda a cidade de Pequim possui uma grande variedade de opções de hospedagem, que são desde hotéis simples até os hotéis 5 estrelas de grandes redes.

A dica, no entanto, é ficar em algum local perto da Cidade Proibida, que é o coração da cidade. O custo de hospedagem pode não ser dos mais econômicos, mas você estará perto de uma grande variedade de atrações turísticas.Wangfujing

Isso porque a cidade tem mais de 20 milhões de habitantes e usar o transporte público, especialmente nos horários de pico, pode ser bem complicado. Por isso é essencial estar bem localizado.

Por outro lado, se você não pode ficar na Cidade Proibida, veja algumas outras opções de bons bairros:

  • Wangfujing: fica em uma área bem central, com bastante atrações próximas e boa movimentação.
  • Qianmen: também fica localizado em uma região central um pouco mais cara que a anterior, mas é bem movimentada e com boas opções.
  • Sanlitun: essa é uma região fashion da cidade e é bastante animada, sendo o local onde ficam várias embaixadas.
  • Nanluguoxiang: essa é uma região mais antiga e tradicional, mas com muitos restaurantes, bares, lojas, cafés e hotéis.

O que comer

Conhecer a culinária de um destino de viagem é essencial para fazer um mergulho completo em sua cultura e história. Então, veja alguns pratos que você deve provar quando for a Pequim:

Frango-Xadrez

  • Chop Suey: esse prato consiste em carne cozida com legumes salteados. É usado em receitas como o Arroz Chop Suey e o Yakissoba.
  • Yakissoba: é um famoso macarrão chinês, que pode ser comido quente ou frio e vem com verduras, legumes e carne.
  • Pato a Pequim: esse é um prato da Dinastia Ming, sendo tradicionalmente servida a imperadores e oficiais de alto escalão. Consiste em um pato desossado, laqueado e muito saboroso.
  • Rolinho primavera: uma massa com recheio agridoce frita.
  • Lámen: embora seja conhecido como macarrão instantâneo no Brasil, o prato chinês mais parece uma sopa, com sabores muito típicos.
  • Frango Xadrez: esse prato é feito com ingredientes frescos, que fazem toda diferença no sabor. Ele consiste em frango frito com cebola, pimentões, salsão, gengibre e molho de soja.

Vida noturna

Muita gente acha que a China é um país fechado por causa do seu sistema político, mas a verdade é que a noite por lá costuma ser bastante agitada. O mais interessante de tudo é que não é preciso pagar para entrar na maioria das baladas chinesas.Vida-noturna-China

Isso mesmo, você pode entrar gratuitamente nas baladas, incluindo aquelas de milionários, mas precisa estar vestido à altura para não ser barrado, claro.

Mais do que isso, em cidades como Pequim e Xangai, ainda existe a possibilidade de conseguir uns drinks e beber de graça.

Vale lembrar ainda que, de uma forma geral, os chineses gostam bastante dos estrangeiros, o que torna as noites bem animadas.

A cidade ainda conta com muitos bares e restaurantes para quem quer curtir uma noite mais leve.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre Pequim, suas peculiaridades e como aproveitar ao máximo o que essa cidade tem para oferecer.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply